Biblioteca da Unesc é primeira do Brasil com guia auditivo para pessoas com deficiência visual

O aplicativo ViaVoz, desenvolvido a partir de um TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) realizado na Universidade, foi instalado para a utilização gratuita no local e estará disponível a partir desta sexta-feira (11/9). O ato de lançamento do sistema ocorre às 16 horas e contará com a presença dos responsáveis pelo projeto e por representantes da Universidade.

A ideia do projeto ViaVoz é possibilitar ao deficiente visual chegar ao local desejado dentro de um determinado ambiente sem precisar de ajuda de outra pessoa. Com um smartphone ou tablet, o usuário interage com um menu de rolagem, ouvindo as opções e selecionando o destino, como por exemplo, banheiros, administração e elevadores. A partir daí, o aplicativo passa a dar instruções sobre como chegar até o local.

Para que o ViaVoz possa funcionar, o ambiente deve estar mapeado. “Os locais precisam ser analisados e inseridos no programa. Assim, através do aplicativo baixado gratuitamente, as pessoas podem acessar todos os espaços do local”, comenta Luís Filipe Rezende, gerente de Operações do ViaVoz.

O diretor do projeto, Rodrigo Caporal, afirma que o aplicativo foi criado com o intuito de se colocar em prática o que a legislação sobre o tema, em vigor desde 2004, prevê. “A Biblioteca da Unesc é a primeira a contar com um sistema de orientação por voz. Isso nos deixa felizes e realizados. A partir de agora, precisamos disseminar a ideia para fazer com que mais locais façam parte do programa, garantindo assim maior acessibilidade nas cidades”, afirma.

Segundo o reitor Gildo Volpato, a instalação do aplicativo na Biblioteca amplia a acessibilidade de pessoas com deficiência na Unesc e vem ao encontro das políticas de inclusão desenvolvidas pela Universidade. “Permitir que pessoas com deficiência visual possam usufruir da maior Biblioteca da região, de maneira mais independente é uma conquista. O conhecimento precisa estar cada vez mais à disposição de todos”, considera Volpato.

Já a coordenadora da Biblioteca, Elisângela Just, comenta que o ViaVoz irá se juntar a outros recursos de tecnologia já oferecidos pelo local para pessoas com deficiência visual, como leitores de tela em computador de pesquisa ao acervo. “A intenção é tornar nosso usuário o mais independente possível”.

O aplicativo pode ser usado por qualquer pessoa e pode ser baixado gratuitamente no site.

Sobre a deficiência visual

Segundo a Organização Mundial da Saúde, as principais causas de cegueira no Brasil são catarata, glaucoma, retinopatia diabética, cegueira infantil e degeneração macular.

Do total da população brasileira, 23,9% (45,6 milhões de pessoas) declararam ter algum tipo de deficiência. Entre as deficiências declaradas, a mais comum foi a visual, atingindo 3,5% da população. Em seguida, ficaram problemas motores (2,3%), intelectuais (1,4%) e auditivos (1,1%).

De acordo com estudo realizado pela Organização Mundial da Saúde (publicado em 2011), a população estimada com deficiência visual no mundo é de 285 milhões, sendo 39 milhões cegos e 246 milhões com baixa visão; 65% da população com deficiência visual e 82% da população cega têm mais de 50 anos de idade.
Fonte: Setor de Comunicação Integrada 09 de setembro de 2015 às 17:42
http://www.unesc.net/portal/blog/ver/213/31620

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s