Mercur disponibiliza produtos para acessibilidade em loja virtual

O projeto da Mercur chamado Diversidade na Rua disponibiliza mais um canal de interação com as pessoas: uma loja virtual para adquirir os produtos que

surgiram a partir de diálogos com educadores, estudantes e instituições ligados aos temas da acessibilidade, inclusão e diversidade.

Desde que começou a repensar seu papel enquanto indústria, a Mercur passou a buscar formas de entender as reais necessidades das pessoas e disponibilizar

seu conhecimento e estrutura para oferecer acesso a serviços que tenham significado para todos. Dedicados ao projeto Diversidade na Rua, os colaboradores

da empresa se propuseram a conhecer mais a fundo as escolas e instituições da região de Santa Cruz do Sul e participar dos processos de aprendizagem e

descobertas de pessoas com deficiência.

“Ao perceber que mudanças simples nos itens de educação poderiam ajudar verdadeiramente no desenvolvimento das pessoas, passamos a fazer protótipos e experimentações”,

explica Silda Santos, coordenadora do projeto Diversidade na Rua da Mercur. “Percebemos, por exemplo, que os gizes de ceras que existem hoje na linha tradicional

de produtos são muito pequenos para os alunos que têm dificuldade motora e então pensamos porque não criar um maior? E a partir de encontros, reuniões

e muitos diálogos com os familiares, educadores e as próprias crianças, produtos foram co-criados”.

Esses produtos estão disponíveis para compra no site da Mercur (loja.mercur.com.br) e o objetivo não é ser apenas uma loja virtual, mas sim um canal para

desenvolver ou potencializar atitudes diferentes. Um dos conceitos disponíveis é o “frete amigo”, que possibilita comprar um produto e contar com a ajuda

de um voluntário da rede de colaboração para realizar a entrega, o que torna o custo com o produto mais baixo e ajuda na prevenção ao meio ambiente.

Outra novidade é que o produto está disponível em três preços: o preço justo para Mercur, o preço 10% a mais, e 20% a mais. O comprador é quem decide quanto

ele pode e quer pagar. “Quem pagar a mais vai possibilitar que outra pessoa, que tenha uma condição financeira menor, compre mais barato, pois a loja tem

uma conta que se autoalimenta possibilitando esse rodízio entre as pessoas”, conta Silda. As pessoas que não puderem pagar o preço justo da Mercur, receberão

o desconto de 10% ou 20% ao final da sua compra, possibilitado pelo pagamento de outras pessoas, é o conceito de conta solidária.

O canal Diversidade na Rua também possui um fórum para debate aberto sobre questões ligadas à inclusão e acessibilidade, a seção Você Repórter, que contempla

reportagens feitas de maneira colaborativa por pessoas que se preocupam com esses temas e ajudam a dar visibilidade para fatos que passam despercebidos,

além da seção Mundo Inclusão, espaço que concentra diferentes iniciativas sobre acessibilidade e inclusão.

Segundo pesquisa realizada pelo Conecta, a maior parte dos consumidores afirma ter ideias para melhorar produtos e serviços e querem compartilhar isso

com as empresas. De acordo com o estudo, 85% dos consumidores gostariam de participar de comunidades online para discutir sobre a marca que gostam e destes,

58% preferem o site da empresa como plataforma de interação, seguido pelo Facebook com 42%. “Nosso objetivo enquanto indústria é ter esse relacionamento

com as pessoas para aprendermos e atuarmos em função delas, ou seja, queremos parar de gerar ainda mais demandas e passar a atender as reais necessidades”,

finaliza Silda.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s