Inaugurado 1º Centro de Treinamento de Cães-Guia do país

Primeiros animais serão entregues no segundo semestre

A ação faz parte do eixo Acessibilidade do Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência – Viver sem Limite.
Foi inaugurado na última sexta – feira (9), em Camboriú/SC, o 1º Centro de Treinamento e Instrução de Cães – Guia do país. A unidade representa um marco inicial de uma ação governamental inédita na América Latina que, além do fornecimento de cães – guia sem nenhum custo para pessoas com deficiência visual, está formando instrutores para a abertura de um curso, de nível técnico em outras seis cidades.
A Ministra Ideli Salvatti, da secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), e o reitor o Instituto Federal Catarinense – Campus Camboriú – IFC, Francisco Sobral, entre outras autoridades, participaram da solenidade de inauguração da unidade, que foi instalada no Campus de Camboriú.
A ação faz parte do eixo Acessibilidade do Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência – Viver sem Limite e conta com 100% de recursos federais, executados pela Secretaria de Direitos Humanos e pelo Ministério da Educação (MEC). “Essa é uma obra de caráter intangível, não se consegue medir. Para compreender sua importância, se coloque no lugar de uma pessoa cega, que antes precisava pagar até R$30 mil reais para ter um cão – guia, isso quando se conseguia um, e muito em breve poderão adquiri-los de forma gratuita, mudando completamente a sua vida para melhor, por meio da política pública que estamos consolidando neste momento”, disse a ministra Ideli Salvatti.
No Brasil existem atualmente poucas instituições privadas, de natureza filantrópica, que treinam e distribuem cães – guia para pessoas cegas. O número estimado de cães – guia no Brasil não passa de cem animais, para uma população de 506 mil pessoas cegas. De acordo com o Censo 2010 do IBGE, existem cerca de 35,7 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência visual no país.
“É extremamente importante iniciarmos uma política pioneira no Brasil de fornecimento de cães – guia às pessoas cegas para garantir a sua autonomia, dignidade e cidadania. O Plano Viver sem Limite veio para fazer diferença na vida das pessoas, inovando com ações nunca antes implementadas”, disse o secretário nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Antonio José Ferreira, da SDH/PR.
O Secretário destacou ainda outras ações inéditas, no âmbito do Plano Viver sem Limite, voltadas para as pessoas surdas, como a abertura de Centrais de Interpretação de LIBRAS pelo Brasil e a criação de Centros – Dia de Referência e de Residências Inclusivas pelo Brasil, que atendem pessoas com deficiência intelectual.
Para o reitor do IFC- Campus Camboriú, Francisco Sobral, só é possível compreender a dimensão e o impacto do projeto a partir da ótica das pessoas cegas, que já se utilizam de cães – guia. “Quando a gente ouve a emoção de uma pessoa cega ao falar da mudança que um cão – guia fez na sua vida, a gente entende a importância desta política que acaba de sair do papel e se espalhar por todo o país”, afirmou, ressaltando entre suas virtudes o fato do projeto basear seus investimentos na equiparação de oportunidades dos cidadãos.
A coordenadora do curso de Treinador e Instrutor de Cães – Guia, Márcia de Souza, discursou na solenidade de inauguração e emocionou a todos ao fazer um breve histórico das dificuldades para implementação do Centro. Márcia possui um familiar cego e afirma conhecer bem a realidade dessas pessoas.
Centro – A primeira turma do Curso de Formação de Treinadores e Instrutores de Cães – Guia é formada por sete alunos.  Oriundos do Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Sergipe e Santa Catarina, eles serão responsáveis pela formação de novos treinadores e instrutores em seus estados, após a conclusão da especialização.
A entrega dos primeiros 30 animais treinados está prevista para o segundo semestre deste ano. Outros seis centros já estão em construção, sendo eles nos Institutos Federais de Alegre/ES, com 90% das obras concluídas; Urutaí/RS, com 50%; Muzambinho/MG, com 30%; Manaus, com 19% das obras; Limoeiro do Norte/CE, com obras iniciadas em fevereiro de 2013 e São Cristóvão/SE, em fase de licitação.
Estrutura e investimentos – O Centro Tecnológico de Camboriú foi instalado no campus do Instituto Federal Catarinense e conta com quatro salas administrativas, alojamento com 10 dormitórios, canil com capacidade para 45 cães, maternidade e uma clínica veterinária com custo inicial de R$ 3,2 milhões. Estão previstos ainda investimentos da ordem de R$ 1,2 milhão para a segunda fase de implantação, prevista para ser concluída em junho deste ano.

Fonte: Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s